Um teto todo seu – Virginia Woolf [Resenha]

Um teto todo seu foi escrito em 1928, mas a potência e a percepção social aguçada de Virginia Woolf torna-o uma obra cujos ecos ainda ressoam fortemente na contemporaneidade. Convidada para proferir uma palestra sobre o tema “Mulheres e Ficção”, ela opta por um caminho genial e elabora esse ensaio metalinguístico, demonstrando a originalidade de alguém que genuinamente sabe movimentar as palavras.… Leia mais Um teto todo seu – Virginia Woolf [Resenha]

Mulheres imPerfeitas [Resenha]

“Mulheres imPerfeitas – Como Hollywood e a Cultura Pop construíram falsos padrões femininos no mundo moderno”, Carina Chocano, oferece uma coletânea de ensaios que intersecciona análises e discussões mais teóricas de “diversos” produtos culturais com a sua própria experiência pessoal e a memória afetiva de quem, como muitas de nós, cresceu rodeadas de imagens que, subjetiva e objetivamente, elaboravam códigos sobre Garotas e Mulheres e suas múltiplas adjetivações e representações. Creio que, mais do que um trabalho com essas imagens, a obra é um estudo da cultura, especialmente a cultura estadunidense. … Leia mais Mulheres imPerfeitas [Resenha]

Mulher-Maravilha

Uma vida de espera por filmes de heroínas protagonistas que realmente ocupem esse espaço, pura e plenamente: A Heroína. Não um personagem passional secundário, ou uma protagonista desenhada para olhos (masculinos) famintos por imagens sensuais envoltas em lutas e ações, sempre sob a sombra de qualquer fragilidade a que facilmente se acostumou submeter às personagens… Leia mais Mulher-Maravilha

A Mão que Afaga (curta/2012)

  Melodrama desconfortável, o curta da baiana Gabriela Amaral Almeida é um retrato angustiante da solidão nos tempos atuais. Faz cada vez mais sentido (re)ver esse curta de 2012 que seria bem cômico, se não fosse trágico. A Mão que Afaga é sobre presença (física), afeto e essência solitária. Gabriela Amaral constrói uma narrativa esvaziada… Leia mais A Mão que Afaga (curta/2012)